Dezenove internos do sistema prisional conquistam acesso ao ensino superior

28 de janeiro de 2019 - 17:12

A oportunidade de mudança através do ingresso no ensino superior se tornou realidade para 19 internos e egressos do sistema penitenciário através do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que garante acesso ao ensino público, e do Programa Universidade para Todos (ProUni), que garante vaga em instituições particulares. Os internos aprovados são de unidades da Região Metropolitana de Fortaleza e do interior e conquistaram os resultados através do Exame Nacional do Ensino Médio para Pessoas Privadas de Liberdade (Enem PPL).

Após a aprovação, a Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) auxilia a família na documentação necessária para a matrícula. A decisão se os internos poderão ou não assistir às aulas é do Poder Judiciário.

Os alunos se prepararam para a prova por meio da EEFM Aloísio Leo Arlindo Lorscheider e dos aulões realizados nas unidades através da parceria entre SAP e Secretaria de Educação (Seduc).

O secretário Mauro Albuquerque destaca que a meta é ampliar esses dados no ano que vem, uma vez que a educação tem se tornado prioridade dentro das salas de aula. “As grandes unidades estão recebendo a sondagem dos professores, um momento para identificar o nível de escolaridade dos presos e matriculá-los na Educação de Jovens e Adultos. Nossa expectativa é ter um grande número de alunos em sala de aula e garantir acesso ainda maior à educação superior no próximo ano”, afirma.